quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Livro: Madame Charme

Caso raro: ainda não acabei de ler e já morri de vontade de falar sobre o livro Madame Charme.
O subtítulo é "Dicas de estilo, beleza e comportamento que aprendi em Paris - Como viver à française".

A autora, a norte-americana Jennifer L. Scott, conta as lições que aprendeu quando estudante, época em que passou 6 meses em Paris em intercâmbio na casa de Madame Charme (um codinome, claro).


Estou amando o livro! Ela mostra como os franceses têm hábitos diferentes dos nossos (sim, "nossos" porque nós temos uma cultura que se equivale à norte-americana em todos os pontos que ela abordou). Por exemplo, como beliscamos entre refeições, como exercício físico para nós significa somente academia, como acumulamos roupas, etc.

A parte que me fez levantar e agir foi exatamente essa das roupas. Ela conta que ao chegar na casa de Paris encontrou um quarto bonito, com escrivaninha, cortinas coloridas, etc., e um guarda-roupa minúsculo com pouquíssimos cabides dentro! Ela olhava para suas duas malas recheadas de roupas e se perguntava onde ficaria o closet -- que, por sinal, não existia nem no quarto dela nem no de ninguém da família.

E aí ela aprende que a família francesa priorizava poucas peças de qualidade, intercambiáveis e exatamente do estilo de cada um, peças essas que cabiam com folga no diminuto guarda-roupas de cada cômodo. E que eles consideravam possível viver com um armário de 10 peças principais -- excluídas aí camisetas básicas, roupa de baixo, sapatos, acessórios.

E aí...
Olhei para meu guarda-roupa atulhado e muito precisado de ar, parei a leitura e ataquei na organização.
Usei uma ideia do livro que é rotular seu estilo. É difícil, a gente é múltiplo, tem muitos estilos que casam bem, depende do humor, do dia, da ocasião...

Mas me forcei a fazer isso e colei três post-it no espelho com os três estilos com que mais me identifico. E a partir daí experimentei tudo que estava no armário, olhando se realmente a peça se encaixava em algum dos meus estilos ou era um equívoco fashion.

Foi muito libertador. Aliás, arrumar armário sempre é, para mim. Mas foi especialmente gostoso porque eu tinha certeza que mesmo que dispusesse daquela peça de uso "eventual", ela não me faria falta, porque ficaram muito mais que 10 peças chave no meu acervo. (Muito mais mesmo, não precisamos nem conversar sobre isso, né?).

Enfim,
Um livro que nos põe a agir só pode ser bom! Recomendo!

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Estampa azulejo português

Parece que será unanimidade no verão a estampa azul e branca estilo azulejo português. O site Chic fez até um Como Usar, de tanto que esse print está bombando.

Eu acho LINDO! Tanto é que já tenho, de outros carnavais, umas três peças em estampa branca com o azul típico que lembra azulejo, sem nenhuma ser, especificamente, o print padrão de agora.

Procurei pelas lojas online as novidades nessa linha e não achei nada digno de nota. Ou a estampa era meio feínha ou a cor era desbotada. E o pior: tudo caríssimo.
E eis que encontro num manequim da Luigi Bertolli do JK de SP a regata perfeita, mais linda que todas que andei vendo online:

Custo: R$109

Se você ainda não tem nada nesse estilo, vale a pena esta regata. Cor forte, estampa vibrante, tudo de bom. E vamos combinar: do jeito que estão divulgando esse print, logo, logo, estaremos cansadas de ver todo mundo em azul e branco -- melhor comprar algo JÁ e algo que não seja tão caro!

Atrás do manequim, à direita da foto, há um vestido também nessa linha. Não vi o preço, que pena... 
Peguei a foto dele no site da L.Bertolli:


E posso falar? Essa camiseta preta está DEMAIS! Adorei. Acho que vou ter que passar lá para vê-la "ao vivo".  :)

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Sapatilha Schutz Verão

E terminando a semana temática de sapatos [coincidência pura ;) ], comprei hoje uma sapatilha da Schutz num caso típico de 100% impulso. Sabe aquela que você vê na vitrine e acha que não dá para sair do shopping sem experimentar? Pois é...


Ela me ganhou nessa mistura de texturas e de desenhos: tem étnico, tem xadrez, tem branco e preto. E o acabamento ainda é em viés vermelho vivo. Irresistível!

O material do bico é palhinha trançada; no corpo é tecido rústico estampado em preto; e no calcanhar é uma trama de fios de linha, trabalho típico de tear manual.

Vestiu bem, numeração padrão, custou R$270 na Schutz do Iguatemi.


Mas já vou lhes avisando que está super difícil escolher sapatos esta estação: tem um mais lindo que outro!
Na Arezzo namorei três pares diferentíssimos, mais para o chique que para o casual. Tudo absurdamente lindo.

Se estiverem precisando renovar a sapateira, a hora é esta: os lançamentos estão fantásticos, como há muito tempo não se via.

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Botas quentinhas

[Nossa, esta semana só estou falando de sapatos!]  :)

Aqui em SP o frio está impiedoso. Está 11°C agora e ainda são 21hs.
E o que vejo pela internet são blogueiras e mais blogueiras caprichando nos blazers e casacos quentinhos e combinando seu look invernal com... sandálias de tiras ou scarpins -- sem meias.

Gente, eu não consigo! Se meus pés estiverem frios, minha vida não vale a pena ser vivida!

E eis que, impulsionada pela tenebrosa previsão do tempo e preocupada com o congelamento das minhas extremidades, me preveni comprando online (Fiero Shop) uma bota todinha forrada em pelo de carneiro. Uma bota para NEVE!

Ela chegou já faz uns dias e tem sido extremamente usada. 

Vejam que até a palmilha é forrada em pele. Na Birello existe uma bota com cano em pelo, mas sem a palmilha forrada. Isso faz a maior diferença! Já tive dessa sem palmilha e a atual é muito superior.
Outro ponto a favor é o solado alto de borracha: impermeável e muito seguro para andar na chuva, não deixa penetrar água.

Aliás, a botinha é superlativa em tudo: no conforto, na leveza, na maciez interna, calor e... feiúra também.


Porque ninguém merece esse bico quadrado, não é? Me sinto tão mal arrumada quando estou com ela nos pés -- e ao mesmo tempo, me sinto tão feliz por estar quentinha!  ;)

Enfim: se vocês resolverem optar pelo bem estar dos pés, o link da loja para a linha neve é este aqui e inclusive achei o preço muito bom.
Existe a opção de pelo sintético ou natural. Comprei o natural que, conforme li no site, é o que mais esquenta.
Estou felicíssima com a aquisição e recomendo-a a todas as "friorentas" de plantão.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Sapatilhas Tatiana Loureiro II

Falei neste post que havia comprado três sapatinhas da Tatiana Loureiro e que eram muito confortáveis. Hoje venho ratificar que são IMENSAMENTE confortáveis, já usei-as várias vezes e o resultado é sempre de pés descansados e sem dor -- o que, no meu caso, é algo raro de se conseguir.

Portanto, se alguém quiser aproveitar as liquidações online dessa marca, vejam os seguintes links:
Dafiti e e-closet.

e-closet está com pouca numeração e somente 4 opções de sapatos.
Já na Dafiti há 39 opções, com numeração bem completa.


Por exemplo: a sapatilha acima, que é lindíssima ao vivo (#desejo), tem numeração de 35 a 39 e o preço baixou de R$589 para R$354.

Não sei até quando estarão em oferta, porém friso que esta é a hora certa de comprar algo dessa designer que se especializou em sapatilhas. Vale a pena. Mesmo que à primeira vista pareça um valor alto, o conforto e a qualidade dos calçados compensam esse custo.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Cores de Verão

Achei linda a figura do email que a Schutz está divulgando hoje:

Não uso salto e mesmo assim me encantei com a possibilidade de escolher o sapato entre diversos tons e cores fortes.
Aprovadíssimo! Espero que a moda se estenda também às sapatilhas.  #figa

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Kit de anéis Juliana Manzini

Outro dia recebi email do site Olook informando que eu tinha R$54 em desconto ref. bônus de compras passadas, para usar em uma próxima compra.
Eu havia desistido totalmente de comprar produtos nesse site, pois os últimos que recebi tinham uma qualidade horrorosa (conforme relatei neste post).

No entanto, com esse desconto em vista, naveguei pelo site novamente.
Eles, que iniciaram com sapatos, bolsas e acessórios de marca própria, agora também incluíram roupas de algumas marcas conhecidas. E nos acessórios, além dos itens próprios, estão trabalhando com as bijoux da Juliana Manzini.

Isso me animou. Afinal, agora a qualidade seria certa, pois essa marca é conhecida e séria.
Acabei escolhendo um conjunto de três anéis:

As cores disponíveis eram prata e ônix, esse tom mais escuro da foto acima, que eu gostei mais.

Os anéis chegaram hoje e eu adorei, ficaram lindos na mão, do jeito rocker que eu gosto.

Péssima foto, eu sei. 
É que tirei um esmalte preto e minhas unhas não estão "fotografáveis".

Os anéis são todos reguláveis (abertos atrás) e o material é razoável. No anel inteiriço é bem rígido, até ficou difícil tentar alterar a regulagem. Os demais, vazados, já têm material mais fino, não é "aquela beleza". Mas o visual final é ótimo.

Então, por R$55 (R$109-54), foi um excelente negócio. Não sei se pelos R$109 também seria... (*)
De qualquer forma, estou satisfeita com a compra e acho que vou aproveitar muito esses anéis!  :)


Quanto ao site Olook: 
Mantenho o pé atrás. Para dar esse "bônus" de 15% do valor de cada compra eles com certeza cobram mais caro pelos produtos vendidos. E os produtos deles próprios, pela minha experiência, não valem o que custam. 
Mas como agora têm Juliana Manzini, Cantão, Fórum, M.Officer, Iódice, etc., talvez valha uma espiada e posterior comparação de preços com os demais e-commerces online.


(*) Fds vi em uma loja do Shopping Ibirapuera um kit de três anéis semelhantes na aparência, porém todos eram vazados e o material era bem "made in China", achei-os bem ruinzinhos mesmo. E sabem quanto estavam cobrando? R$149! Fica a informação dos custos.